O álcool atrapalha o emagrecimento e o ganho de massa muscular?

  • Home
  • NUTRIÇÃO
  • O álcool atrapalha o emagrecimento e o ganho de massa muscular?

O consumo de álcool é muito comum nos dias atuais e muitos praticantes de exercícios acreditam que é necessário abandonar de vez o álcool para melhorar o físico. Mas afinal de contas, qual impacto o consumo de álcool traz para quem está tentando perder uma gordurinha e ganhar um pouco de massa muscular?

De um modo geral, a ingestão leve a moderada de álcool não está associada ao ganho de gordura, mas o excesso sim. Inclusive, a esteatose alcóolica é uma doença causada pelo excesso de álcool, onde ocorre o aumento da quantidade de gordura no fígado.

O álcool possui 7 kcal/g, perdendo em densidade energética apenas para as gorduras que possuem 9 kcal/g e, caso essas calorias não sejam controladas com as demais calorias da dieta, isso pode levar ao aumento de peso.

A ingestão do álcool reduz a oxidação de gordura e pesquisas mostram que indivíduos tendem a tomar más decisões nutricionais enquanto bebem, citando aumento do desejo por alimentos gordurosos, o que facilitaria o acúmulo de gordura.

Além de adicionar calorias a uma refeição, o álcool também pode estimular a ingestão de alimentos. Estudos mostraram aumento da ingestão de alimentos após o consumo de álcool, mesmo quando os pesquisadores disfarçaram a presença de álcool em seus protocolos, mostrando que o álcool parece ter pouco efeito na saciedade. Outros estudos sugerem que o álcool pode influenciar a ingestão de calorias inibindo os efeitos da leptina.

E em relação ao ganho de massa muscular, o álcool também atrapalha?

Doses baixas a moderadas de álcool têm pouco ou nenhum efeito, diretamente ou indiretamente, no equilíbrio de proteínas musculares, mas a ingestão em excesso inibe a síntese proteica, além de causar resistência a diversos estímulos anabólicos da via mTOR (via responsável pela ativação da síntese proteica nos ribossomos) e isso afeta a homeostase/síntese proteica. Esse desequilíbrio prolongado na homeostase proteica leva  a diminuição da massa muscular.

Outro fator que deve ser levado em consideração é o tipo de bebida que está se ingerindo. Bebidas alcóolicas podem divergir muito na quantidade de álcool e calorias por dose.

Finalizando, a ingestão moderada em conjunto com um estilo de vida saudável não irá afetar de maneira tão significativa o emagrecimento/ganho de massa muscular, porém a ingestão em excesso atrapalha o desempenho e ainda prejudica diversos órgãos e tecidos do nosso corpo.

Referências:

LUO Z. et al. Cellular and molecular mechanisms of alcohol-induced osteopenia. Cellular and Molecular Life Sciences. Springer. 2017

TRAVERSY, G. et al. Alcohol Consumption and Obesity: An Update. Curr Obes Rep. Springer. 2015

STEINER J. L.; LANG C. H. Dysregulation of Skeletal Muscle Protein Metabolism by Alcohol. J Physiol Endocrinol Metab. 2015

BARRY A. E.; M ERIANOS A. L. Alcohol as Food/Calories. Curr Addict Rep. Springer. 2016

 

Wyllian Oliveira
Latest posts by Wyllian Oliveira (see all)
0 0 vote
Article Rating

Wyllian Oliveira

Educador Físico Graduando em Nutrição

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments