Comer de 3 em 3 horas acelera o metabolismo?

É muito comum ouvir pessoas afirmando que comer mais vezes ao dia acelera o metabolismo, aumentando assim a perda de peso e gordura. Os mecanismos por trás disso incluiriam o aumento no efeito térmico dos alimentos e melhora do controle glicêmico e do apetite. Mas será que a ciência corrobora com essas afirmações?

Uma meta-análise publicada no “Nutrition Reviews” avaliou o impacto da frequência alimentar na composição corporal. O estudo não demonstrou associação significativa da frequência das refeições com mudanças no peso corporal. Apesar dos resultados demonstrarem uma tendência de um maior número de refeições resultar em maior perda de gordura e retenção de massa magra, isso foi altamente afetado por um único estudo. Quando esse estudo foi removido da análise, o impacto da frequência das refeições NÃO DEMONSTROU efeitos positivos na composição corporal.

Como já sabemos, o principal preditor do emagrecimento é o déficit calórico. Em tempos de auge do jejum intermitente fica ainda mais nítida a contradição de argumentos – ora sendo “correto” uma refeição, ora oito.

A realidade é que quando o assunto é composição corporal, com kcal equalizadas pouco importa a frequência alimentar. É fato que em indivíduos fisicamente ativos o nutrient timing possui um papel importante no planejamento, entretanto, a frequência alimentar da SUA dieta sempre será baseada na SUA rotina.

Referências:

SCHOENFELD B. J. et al. Effects of meal frequency on weight loss and body composition: a meta-analysis. Nutrition Reviews. 2015

Wyllian Oliveira
Últimos posts por Wyllian Oliveira (exibir todos)
0 0 votes
Article Rating

Wyllian Oliveira

Educador Físico Graduando em Nutrição

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments