FODMAPs

Alguns indivíduos sofrem com desordens gastrointestinais decorrentes da ingestão de alguns alimentos e isso pode estar diretamente relacionado à ingestão de FODMAPs. Mas o que é isso?⁣

Do inglês, FODMAPs significa oligossacarídeos, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis fermentáveis. São carboidratos de cadeia curta pouco absorvidos no intestino, onde são rapidamente fermentados.⁣

Com isso, podem estar relacionados com algumas desordens gastrointestinais, como excesso de gases, inchaço, dor abdominal, diarreia ou constipação.⁣

Existe uma grande variedade de alimentos que se enquadram na lista de FODMAPs, mas o indivíduo que não tem reação alguma ao consumir, não tem a necessidade de retirá-los da dieta.⁣

Alimentos com alto teor em FODMAP Alimentos com baixo teor em FODMAP
Vegetais Alcachofra, aspargos, couve-flor, alho, cogumelo, cebola, ervilha. Berinjela, abobrinha, cenoura, alface, batata, tomate, feijão-verde, pimentão.
Frutas Maçã, sumo de maçã, cereja, fruta desidratada, nectarina, pêssego, pera, ameixa, melancia. Uva, kiwi, tangerina, laranja, morango, melão.
Laticínios e derivados Leite de vaca, leite condensado, leite de soja (que usa o grão integralmente), iogurte. Leite de amêndoa, queijo camembert, queijo feta, queijo duro, leite sem lactose, leite de soja (que usa apenas a parte proteica).
Proteínas Maioria das leguminosas, algumas carnes processadas ou marinadas, carne de aves, marisco. Ovo, tofu, carnes de aves e mariscos bem cozidos.
Pão e cereais Cereais/pães (que contenham centeio, trigo, cevada), bolachas. Cereais/pães (que contenham milho/espelta), quinoa, arroz.
Açúcar/adoçantes Xarope com frutose, mel, sorbitol, manitol, isomalte. Xarope de maple, xarope de  malte de arroz, adoçantes que contenham sacarose.
Frutos secos e sementes Pistache, castanha de caju. Macadâmia, amendoim, semente de abóbora.

Cada indivíduo pode tolerar quantidades diferentes, portanto, cada indivíduo deve ser tratado de maneira específica!⁣

Para avaliar a tolerância a eles, é feita a retirada dos FODMAPs durante um período de 4-6 semanas com a reintrodução gradual de uma categoria por vez para observar os sintomas.⁣

É muito importante o acompanhamento nutricional especializado, de forma a evitar dietas demasiadamente restritivas e deficiências nutricionais, que podem levar a outras patologias.⁣

A dieta de baixo FODMAP não é uma dieta para a vida toda, FODMAPs são prebióticos e podem ser importantes no longo prazo para saúde gastrointestinal.⁣

Uma vez que o indivíduo tenha alcançado uma melhora sintomática, a orientação do nutricionista se concentrará na reintrodução de alimentos e no manejo em longo prazo, buscando encontrar o equilíbrio entre melhorias sintomáticas sem potenciais efeitos negativos sobre a restrição alimentar.⁣

Portanto, é essencial o acompanhamento do paciente por aproximadamente 4-6 semanas após o consulta inicial para discutir o resultado da mudança na dieta, se teve sucesso ou não.⁣

O processo de educação aliementar conduzido pelo nutricionista, o protocolo de gerenciamento de longo prazo e a adesão do indivíduo à dieta são cruciais para o sucesso da dieta e melhora dos sintomas.⁣

Referências:

Barrett JS. How to institute the low-FODMAP diet. J Gastroenterol Hepatol. 2017

OLIVEIRA, Paulo Diogo Terroso Mesquita et al. A dieta com restrição de FODMAP reduz os sintomas no síndroma do intestino irritável? Uma revisão baseada na evidência. Rev Port Med Geral Fam [online]. 2020

Escrito por: Enzo Colin e Wyllian Oliveira da Luz.

Wyllian Oliveira
Latest posts by Wyllian Oliveira (see all)
0 0 vote
Article Rating

Wyllian Oliveira

Educador Físico Graduando em Nutrição

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments